Blog Santo Antônio
Notícias

Um morador de Guarujá, no litoral de São Paulo, conseguiu registrar o momento exato em que uma raia pulou para fora do mar, na manhã de segunda-feira (7). O fotógrafo Valclei Lemos, de 42 anos, diz que avistou o animal um pouco antes de conseguir a imagem.

O flagrante foi registrado na Prainha Branca. Valclei relata que estava passando pela orla com a máquina fotográfica quando percebeu uma movimentação no mar. “A raia deu três saltos para fora da água e fui acompanhando com a câmera. Em determinado momento, consegui o clique”, explica.

O fotógrafo lembra que fez uma sequência de imagens, mas apenas a última conseguiu registrar o momento exato da raia saltando para fora do mar. “Nunca vi nenhum registro similar, foi a primeira vez que consegui”, diz.

Apesar de ser algo relativamente difícil de se observar, Valclei diz que costuma surfar na região e que já presenciou outras raias saltando perto dele. “Como moro aqui perto, já vi algumas vezes. Em certa ocasião, uma pulou para cima de mim e até me assustou”, conclui.

Fonte: g1

Dispensador de camisinhas fixado em escola

Um projeto de professores e alunos da Escola Estadual Carmelita do Carmo, na Zona Sul de Macapá, está levando para dentro das salas de aula, a discussão sobre o sexo na adolescência. Em 2016, o projeto “Escola Saudável” quer publicar o segundo periódico sobre educação sexual e fazer oficinas para a criação de dispensadores de camisinha feminina.

O trabalho é uma continuação do projeto criado em 2012 pelo enfermeiro e professor Vencelau Pantoja e pelo professor Sávio Sarquis, que tiveram a ideia de um dispensador alternativo de camisinhas para escolas públicas. Ainiciativa chamou a atenção do Ministério da Saúde (MS).

O dispensador foi adaptado na própria embalagem de papelão onde vem o preservativo. A caixa serve de depósito de camisinhas para acesso da população, contribuindo, segundo os criadores, para a sustentabilidade do meio ambiente.

Vencelau Pantoja, um dos desenvolvedores do dispensador

A campanha de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s) foi baseada em um cruzamento de dados socioeconômicos. Segundo Pantoja, no início do trabalho existiu uma certa resistência da escola e até mesmo de alguns alunos, mas, com o tempo, tanto a instituição de ensino, quanto os jovens apoiaram o projeto.

"O objetivo não é incentivar o sexo, mas sim, dar acessibilidade aos preservativos e orientar os jovens. Hoje, escolas e alunos abraçaram a causa", disse.

Fernanda Passos Assis, de 57 anos, é professora de ensino médio e mãe de uma adolescente de 15 anos. Ela acredita que o projeto incentiva o sexo precoce. “Temos vários problemas na sociedade para nos preocuparmos. Dar acessibilidade de camisinha para nossos filhos instiga-os a praticarem sexo precocemente. Não resolve o problema, só criam novos”, opinou.

Para Lannna Pereira Souza, de 30 anos, mãe de um jovem de 14 anos, a iniciativa faz com que os adolescentes fiquem atentos à prevenção de doenças. “Tive um filho muito cedo e não existia esse tipo de diálogo aberto nas escolas. Se fosse instruída, talvez eu fosse mais prudente", defendeu.

"São muito importantes esses dispensadores femininos. Se o sexo entre adolescentes ainda é um tabu, o sexo no mundo feminino é ainda mais. Essas atividades deveriam ser obrigatórias em todas as escolas de ensino médio", completou Lanna.

O projeto pretende lançar a segunda edição de um jornal sobre educação sexual e expandir a publicação para outras escolas, além de oferecer oficinas para criação de dispensadores com camisinhas femininas.

"O projeto já está bem estabelecido dentro do Carmelita, agora queremos levar isso para outras escolas do estado. Com os jornais, essas informações ficam mais acessíveis. Também queremos reforçar os dispensadores com camisinhas femininas, isso ainda causa muitas dúvidas entre as jovens", falou Pantoja.

Fonte: g1


Agricultores localizados no Assentamento Várzea do Curral, entre os municípios de Jacobina e Várzea Nova, afirmam ter a tão esperada cura para a tríplice epidemia - dengue, zika e chikungunya. Trata-se de uma erva nativa encontrada nos pastos e que leva o nome popular de Cravo de Anum, ou Cravo de Urubu. Pelos camponeses a planta está sendo bastante procurada por pessoas infectadas pelo mosquito Aedes Aegypti para utilizar em chás. Segundo os agricultores, muitas pessoas que utilizam o chá da erva tem sarado e indicado a diversas outras pessoas que estão infectadas. O cravo de anum ou cravo de urubu é o nome popular de uma planta da família das Borragíneas e tem como nome científico Heliotropium Indicum.

Fonte: Acontece na Bahia

O Projeto Skate em Ação apresenta o Ação na Escola, projeto idealizado pelo Professor Henderson Aires, tem o objetivo de levar mais Cultura e Esporte para as Escolas do nosso município, através do Esporte e poder conscientizar cada vez mais nossos Jovens com Palestras sobre Drogas, Superação através do Esporte, e os benefícios de uma atividade física.

Durante essa Ação que acontecera um dia em cada Escola nos turnos da Manhã e da Tarde, teremos Alem das palestras, apresentações de Skate, Patins e Slack Line, para interagir com os alunos e professores, a Cultura de Rua que tem uma enorme importância na vida de nossos jovens pois tratamos da realidade em que muitos vivem e precisamos passa-La da corretamente para que não seja interpretada de uma forma errada, e assim levar mais conhecimento sobre diversos assuntos, tanto Culturais quanto Esportivo.

O Ação na Escola é um projeto que tem a intenção de gerar oportunidade para os alunos da rede municipal a conhecer de perto esse esporte (skate) que muitas vezes não teriam condições pelo alto custo de seus assessórios, e contamos com uma parceria com Secretaria de Educação e Secretaria de Trabalho e Assistência Social, com o intuito de crescer cada vez mais a pratica Esportiva em nossa Cidade, e pensando em todos os professores teremos um Projeto paralelo com aulas de Dança, após o termino das atividades em sala de aulas, faremos aulas para os professores na escola para que assim possamos diminuir cada vez mais o estresse do dia a dia e melhorar ainda mais a qualidade de vida de todos os envolvidos, tanto alunos como Professores.

As apresentações do Ação na Escola acontecerá todas as Sextas-feiras do mês de abril, sempre em escola diferente e as aulas do projeto com alunos e professores seguiram durante todo o ano de 2016.

Fonte: Ação na Escola

A Câmara Municipal de Luís Eduardo Magalhães realizou, no dia 08 de março, sessão solene em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Na cerimônia, 22 (vinte e duas) mulheres Luiseduardenses das mais diversas idades e atividades profissionais foram escolhidas pelos vereadores para representar todas as mulheres do Brasil.

A abertura foi presidida pelo Presidente da casa Elton Almeida, que convidou a tribuna Juana, enfermeira da secretária de saúde e a representante da OAB Elisangela Teles. Em seu pronunciamento Juana, relembrou a luta histórica das mulheres pela igualdade, destacando o protesto que deu origem ao Dia Internacional da Mulher em oito de março de 1857, quando um incêndio numa fábrica de Nova York matou cerca de 130 mulheres que faziam greve para reivindicar melhores condições de trabalho.

Pontuou também, algumas atitudes e atividades que as mulheres precisam ter no decorrer da vida para terem uma vida saudável, tais como; exercício físico, mamografia, exames preventivos e hormonais, regularmente. A Dr. Elisangela Teles, destacou que foi criada dentro da OAB uma comissão para a valorização da mulher “justamente buscando que ela tenha um espaço maior, porque apesar de todos os avanços que já tivemos ainda a participação da mulher é muito pequena e muito ainda pode ser feito”. Ressaltou ainda que apesar da criação de leis como a Maria da Penha que visa proteger as mulheres, a violência contra elas continua crescendo. Chamou também a atenção das mulheres para mudanças de hábitos e atitudes, “Muitas vezes nos permeamos essa atitude machista, dizendo mulher não faz isso, mulher não pode isso”.  Para que tenham igualdade de condições.

Por fim esclareceu que a OAB não é só uma casa para advogados, mas uma casa de luta pelos direitos, principalmente direitos da mulher.  Colocando-se, como presidente da comissão da mulher a disposição para ajudar as mulheres que sofram com qualquer omissão ou desrespeito. Prontificou-se também a criar uma parceria para mudar a visão de que a OAB serve somente para uma parcela da sociedade.

O Vereador Alaidio Castilho, ressaltou a importância da mulher na sociedade e no lar, porque todas as decisões tomadas com a participação da mulher são bem sucedidas.

O Vereador Mardonio, agradeceu a oportunidade de homenagear pessoas especiais e lamentou a ausência da sua esposa Jeane à solenidade, que se ausentou por motivos de força maior.

Fonte: Ascom Câmara
09
Mar / 2016

Pegadinha do Terrorista

Fonte: YouTube
Os estudantes da rede municipal de educação voltaram às salas de aula nesta segunda-feira, 07, como havia divulgado a Secretaria de Educação de Barreiras. Ontem, aproximadamente 50% das unidades escolares funcionaram normalmente. Gestores escolares, professores, servidores administrativos e serviços gerais compareceram ao trabalho. A paralisação parcial pode prejudicar os mais de 22 mil alunos matriculados, e as 86 escolas que compreendem a rede de educação na zona urbana e rural. Mas a expectativa, é que nos próximos dias, todas as unidades estejam em pleno funcionamento.  
 

O secretário de educação, Nailton Almeida disse que as escolas estão melhor preparadas para receber os alunos e professores. Mais de 20 escolas receberam benfeitorias estruturais, e muitas foram reformadas totalmente com construção de muros, salas, retelhamento. Outras unidades foram equipadas com salas de informática, novas carteiras escolares, pintura, manutenção no sistema elétrico e hidráulico, além de limpeza e capina.

As escolas Padre Vieira, Sagrado Coração de Jesus e Centro Educacional Paulo Machado já receberam sistema de climatização, que será ampliado para outras unidades. As cantinas também estão abastecidas para oferecer alimentação escolar, reconhecida como de boa qualidade e nutritiva, com alimentos naturais provenientes da agricultura familiar. As rotas do transporte escolar também estão programadas para atender os estudantes que necessitam de deslocamento para a escola nos horários matutino e vespertino.

Fonte: Barreiras Notícias

Um pai que protegeu o filho de ser atingido por um taco de beisebol. E um fotógrafo que capturou o momento. "Tem sido uma loucura. As últimas 24 horas estão fora de controle", contou Shaun Cunningham, 37, de Ocala, na Flórida (EUA), pai de Landon, 8, ao "New York Times".

O incidente aconteceu no último sábado (5) em um jogo entre Atlanta Braves e os Pittsburgh Pirates, em Orlando.

Christopher Horner, fotógrafo do "The Pittsburgh Tribune-Review" há 21 anos, foi quem registrou o momento. Ele conta que só se deu conta da grande foto que havia feito quando chegou em casa e a passou para o computador.

"A única coisa entre o taco e o garoto era o braço do pai", disse ao "NYT".

A família do garoto, incluindo a mãe, só viu a foto no domingo (6). "Me doeu o estômago", disse Ashley Cunningham. Durante o jogo, seu marido contou que havia acontecido um pequeno incidente com um taco atingindo o menino, mas que tudo estava bem.

Grande parte do burburinho nas redes sociais era sobre o porquê de a criança estar olhando para um telefone quando o taco voou. O pai contou que o garoto pegou o celular dele para tirar uma foto de um jogador e foi enviá-la à sua mãe.

 

"Então, enquanto ele estava olhando para a foto, eu fiquei atento a tudo", acrescentou.

"Foi seu instinto", disse Horner, o fotógrafo. "Fiz esta foto de um cara sendo herói. Mas com uma diferença de segundos eu teria tirado uma foto que ninguém gostaria de ver".

Landon, que também joga beisebol, disse que se divertiu no jogo. Foi seu primeiro jogo profissional --presente de aniversário. Quando questionado pelo "NYT", Landon não tinha certeza sobre o que dizer a outros fãs sobre a sua experiência, mas sua mãe tinha: "Tenha certeza de que está prestando atenção!", disse ela.

Fonte: uol

Os titulares e suplentes do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), para o período 2016/2018, de Luís Eduardo Magalhães, tomaram posse na tarde desta terça-feira, 08, no Ponto Cidadão localizado no Centro Administrativo. Na ocasião foi eleita e também tomou posse a nova diretoria do conselho.

A nova presidente do CMDCA de Luís Eduardo Magalhães, representando a Sociedade Espírita Caminho e Luz (SECAL), é Lorena Stresser Duarte. Já a vice-presidência será ocupada por Gilianna Tiburcio Camargo Barreto, representante da Associação de Pais e Amigos do Excepcionais (APAE) e o cargo de secretário executivo ficou com o representante da Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, Anderson Souza Barbosa.

Algumas das competências do CMDCA é formular as diretrizes da política municipal de proteção integral dos direitos da criança e do adolescente; controlar a política municipal de atendimento aos direitos da criança e adolescente, estabelecendo critérios, formas e meios de fiscalização por parte dos órgãos competentes, sobre as entidades, programas e medidas; cumprir e fazer cumprir em âmbito municipal o Estatuto da Criança e do Adolescente e as legislações Federal, Estadual e Municipal pertinentes aos direitos da criança e do adolescente; incentivar e apoiar a realização de eventos, estudos, pesquisas e capacitação de pessoal, no campo da promoção, garantia e defesa dos direitos da criança e do adolescente, entre outros.

Também participaram da cerimônia de posse, representando o prefeito Humberto Santa Cruz, a chefe de Gabinete, Rosa Maria Stahlke; a secretária de Trabalho e Assistência Social, Maira de Andrada Santa Cruz e conselheiros tutelares do município.

Fonte: ASCOM, Prefeitura de LEM

Fonte: YouTube

O prefeito Humberto Santa Cruz prestigiou nesta terça-feira, 08, no plenário da Câmara de Vereadores de Luís Eduardo Magalhães, a solenidade de posse da nova diretoria da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do município para o biênio 2016/2017.

“Em nossa cidade, a OAB sempre encabeçou, junto ao Poder Executivo, as lutas para efetivação da tutela jurisdicional pelo Poder Judiciário, com uma incessante busca por melhorias para que o cidadão luiseduardense não precisasse se deslocar para Barreiras para exercer a legitimidade dos seus direitos”, disse o prefeito Humberto Santa Cruz em seu pronunciamento.

O prefeito destacou ainda as doações, feitas pelo Poder Executivo, das áreas para o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), que em janeiro inaugurou as novas instalações do Fórum da Comarca, à OAB e ao Ministério Público Estadual, demonstrando compromisso do Poder Executivo em oferecer a estas instituições condições de atuação no município.

Humberto ainda parabenizou a nova diretoria pela eleição. “Desejo sorte a nova diretoria da subseção da OAB em Luís Eduardo Magalhães. Que sua atuação seja marcada por avanços e novas conquistas, servindo à sociedade como um todo e aos anseios da categoria que representa”, pontuou.

O advogado Dr. Carlos César Cabrini que deixou o cargo de presidente da Subseção da OAB disse que o saldo de sua gestão foi positivo. “Conseguimos cumprir a maioria dos compromissos que firmamos”. Cabrini destacou o trabalho conjunto com os Poderes Executivo e Legislativo para instalação do Posto Avançado do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Já o presidente eleito, Dr. Gilvan Antunes de Almeida, afirmou que sua gestão se pautará pela luta uma OAB que esteja sempre ao lado dos profissionais do Direito da cidade. “Vamos atuar sempre com toda transparência possível, pois não deve existir lado A, B ou C, mas somente o lado que privilegie os interesses da advocacia como um todo, em prol de melhores condições de trabalho para todos”, observou.

Para o presidente da Seccional Bahia da OAB, Dr. Luiz Viana Queiroz, a expectativa que a nova gestão continue a trabalhar por uma OAB melhor, de modo a fazer com que a Região Oeste sirva de exemplo para toda Bahia.

Também prestigiaram a solenidade o Desembargador da Câmara do Oeste, Dr. Raimundo Sérgio Cafezeiro; o Juiz de Direito, Dr. Claudemir da Silva Pereira; o Promotor, Dr. George Elias Gonçalves Pereira; o presidente do Clube dos Advogados de Luís Eduardo Magalhães (CALEM), Dr. Cristhiano Cechet; o presidente da subseção da OAB de Barreiras, Dr. Alessandro Brandão, o presidente da Câmara de Vereadores, Elton Alves de Almeida; a Procuradora do Município, Dra. Danielle Almeida Luz; os secretários de Governo, Renato Faedo e Saúde, Werther Brandão; e os vereadores Jarbas Rocha, Claudionor Machado e Sidnei Giachini.

A nova diretoria da subseção da OAB de Luís Eduardo Magalhães é composta por: Dr. Gilvan Antunes de Almeida, Presidente; Dra. Graciela Giacomolli Oliveira, Vice-presidente; Dra. Betania Nascimento Vasconcelos, Secretária Geral; Dr. Arthur Granich, Secretário Adjunto e Dr. Cristhiano Becker Cechet, Tesoureiro.

Fonte: ASCOM, Prefeitura de LEM

O astronauta americano Scott Kelly, que retornou do espaço na semana passada depois de passar quase um ano na Estação Espacial Internacional (ISS), diz sentir fortes dores pelo corpo.

Sente tanta dor nos músculos e articulações que mal consegue dizer onde dói.

"Estou surpreendido pela diferença entre como me sinto agora, fisicamente, em comparação com a primeiro missão em que estive", diz em entrevista poucos dias após voltar à Terra.

Kelly passou quase um ano na Estação Espacial Internacional com o cosmonauta russo Mikhail Kornienko.

Na outra missão, Kelly ficou no espaço por 159 dias. Ele já sabia que sentiria dores musculares e fadiga.

"Desta vez, assim que saí da cápsula (no Cazaquistão) me senti melhor do que na primeira vez", disse.

Mas, após uma pausa, contou que em algum momento começou a sentir um nível de dor muscular "muito maior do que da outra vez".

E algo que não havia ocorrido antes: agora, ele sente hipersensibilidade na pele. Segundo Scott, isso ocorre porque a pele não encostou em nada significativo por muito tempo.

"É um sensação de ardência sempre que sento, deito ou ando", contou.

Diferença de altura
É a primeira vez que um americano passa tanto tempo na microgravidade.

Os russos levam vantagem: nos anos 1990, Valery Polyakov passou 438 dias na estação espacial MIR.

Mas o que torna a viagem de Kelly particularmente interessante não são apenas os 340 dias que ele passou na ISS ou as 5.440 voltas que deu ao redor de nosso planeta, mas o fato de seu irmão gêmeo, Mark Kelly, ter ficado na Terra para que fosse estudado o impacto psicológico e fisiológico de uma viagem longa no espaço sobre o corpo humano.

Uma das primeiras mudanças visíveis foi que havia superado seu irmão em altura - tinha 3,81 cm a mais que ele.

"A gravidade se encarregou de colocá-lo no lugar dele", brincou.

Mas poucos dias depois de voltar à Terra - e à força da gravidade -, Scott já tinha voltado ao tamanho normal.

Entender estas mudanças é importante para os especialistas. Os astronautas que voltaram da estação espacial foram recebidos por uma comitiva mas, em um eventual futura missão a Marte, terão que se adaptar sozinhos à chegada a um planeta com uma gravidade diferente da Terra.

Os irmãos Kelly foram submetidos - antes e durante a missão - a uma bateria de exames psicológicos e fisiológicos.

Eles devem continuar sendo "ratos de laboratório" por dois anos.

Após o pouso no Cazaquistão, ele foi levado à Noruega para os primeiros exames físicos e seguiu para os EUA. Ele contou que nesse trajeto não conseguiu dormir, por estar "incomodado e com muita dor muscular."

A chegar aos Estados Unidos, foi submetido a mais exames físicos e análises sanguíneas, assim como scanner cerebral.

Má pontaria
O astronauta explica que, entre outras dificuldades, está tendo problemas com pontaria na hora de jogar objetos.

"Fracassei com a primeira coisa que tentei jogar em uma mesa; tentei jogar basquete e não fiz cesta nenhuma vez... mas eu já não era um bom jogador."

Quando astronautas voltam à Terra eles têm tendência a soltar as coisas, como quando estão sem gravidade.

Sobre o mal-estar físico, há várias explicações.

Quando estão em microgravidade, os astronautas perdem massa muscular e densidade óssea, apesar das duas horas de exercícios seis dias por semana.

Mesmo assim, como não precisam aguentar a gravidade, os músculos ficam mais preguiçosos.

O coração continua bombeando a mesma quantidade de sangue para as extremidades, mas os vasos sanguíneos das pernas não têm que trabalhar tanto para bombear sangue de volta para o coração.

No espaço, os astronautas perdem volume de sangue, razão pela qual Scott recebeu uma transfusão de sangue após o retorno.

Outro problema que os astronautas experimentam é uma inflamação na parte posterior do olho enquanto estão no espaço. Isso causa problemas de visão que podem durar um tempo após o retorno à gravidade.

Estas são só algumas das mudanças que aconteceram no corpo de Scott e, muito provavelmente, em seu companheiro russo.

Mas só saberemos o verdadeiro impacto da viagem em seis anos, quando os cientistas preveem que os resultados da pesquisa serão publicados.

Fonte: g1

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (8) projeto que permite a fabricação, distribuição e o uso da fosfoetanolamina sintética, conhecida como “pílula do câncer”. O texto segue agora para análise do Senado antes de ir à sanção presidencial.

Desenvolvida pela Universidade de São Paulo (USP) para o tratamento de tumor maligno, a substância é alardeada como cura para diferentes tipos de câncer, mas não passou por esses testes em humanos e não tem eficácia comprovada, por isso não é considerada um remédio. Ela não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e seus efeitos nos pacientes ainda são desconhecidos.

A "pílula do câncer" foi distribuída durante anos pela USP de São Carlos. Desde novembro, a distribuição está suspensa por decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo. Atualmente, a substância é estudada pelo Instituto do Câncer de São Paulo, que iniciará testes em seres humanos.

Pelo projeto de lei aprovado pela Câmara, pacientes com tumor maligno poderão usar a “pílula do câncer”, desde que exista laudo médico que comprove a doença. O paciente ou seu representante legal terá ainda que assinar um termo de consentimento ou responsabilidade.

A proposta vai além e também permite a fabricação da fosfoetanolamina sintética mesmo sem registro sanitário.

“Ficam permitidas a produção e manufatura, importação, distribuição e prescrição, dispensação, posse ou uso da fosfoetanolamina sintética, direcionadas aos usos de que trata esta lei, independentemente de registro sanitário, em caráter excepcional, enquanto estiverem em curso estudos clínicos acerca dessa substância”, diz o texto.

O projeto ressalva, porém, que a produção da “pílula do câncer” só pode ser feita por “agentes regularmente autorizados e licenciados pela autoridade sanitária competente”. 

"A burocracia estatal demoraria demais para autorizar o medicamento, e o câncer não espera. O que estamos fazendo aqui é liberando, dando a possibilidade, o direito de tomar a pílula e a possibilidade para aqueles que querem fabricar a pílula", disse o relator da proposta, deputado Marcelo Aro (PHS-MG).

Embora defenda a liberação da substância, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) ponderou que ela não tem eficácia garantida e destacou que, se os testes apontarem que a pílula pode oferecer riscos, a autorização para o uso terá que ser derrubada.

"Sabemos que há relatos de melhorias ou bem-estar. Há relatos também de gente que usou e não melhorou. Temos que ser francos para não oferecer uma esperança que pode não se confirmar amanhã", disse o deputado do PT.

Como surgiu a pílula
A fosfoetanolamina sintética começou a ser estudada no Instituto de Química da USP em São Carlos, pelo pesquisador Gilberto Chierice, hoje aposentado. Apesar de não ter sido testada cientificamente em seres humanos, as cápsulas foram entregues de graça a pacientes com câncer por mais de 20 anos.

Em junho do ano passado, a USP interrompeu a distribuição e os pacientes começaram a recorrer da decisão na Justiça. Em outubro deste ano, a briga foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou a produção e distribuição do produto.

Mas, desde novembro, por causa de uma nova decisão judicial, a distribuição da substância está proibida. A polícia chegou a fechar um laboratório em Conchal (SP), que estava produzindo ilegalmente a substância.

Um levantamento do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) diz que 5 mil pessoas no estado estão sem receber a fosfoetanolamina sintética. Segundo o pesquisador que desenvolveu a droga, a substância ajuda a célula cancerosa a ficar mais visível ao sistema imunológico. Com isso, o organismo combate com mais facilidade essas células.

A Anvisa diz que é preciso comprovar a eficácia e a segurança do produto, e que os prazos dos estudos devem ser respeitados. Agora, o Instituto do Câncer de São Paulo vai começar os testes em pacientes. A produção da substância será feita pela Fundação para o Remédio Popular (Furp). O investimento total para os testes deve ser de aproximadamente R$ 2 milhões.

No ínicio, 10 pessoas vão receber a substância. Se nenhum paciente tiver efeitos colaterais graves, o estudo continua. Serão separados 10 grupos de cada tipo de câncer, com 21 pacientes cada. Se pelo menos dois pacientes responderem bem, a pesquisa será ampliada. Progressivamente, a inclusão de novos pacientes continuará até atingir o máximo de 1 mil pessoas.

A estratégia, segundo a equipe, permitirá melhor compreensão da droga. O oncologista e diretor-geral do Icesp, Paulo Hoff, disse que a prioridade é a segurança dos pacientes. Por isso, nesse primeiro momento, a pesquisa vai avaliar se a droga é segura e se há evidência contra o câncer.

Fonte: Bem Estar

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência informou que a presidente Dilma Rousseff sancionou nesta terça-feira (8), sem vetos, a lei que cria a Política Nacional Integrada para a Primeira Infância e que permite, entre outros pontos, que as empresas possam ampliar de 5 para 20 dias a duração da licença-paternidade.

O texto foi aprovado pelo Senado no início do mês passado e já havia tramitado na Câmara dos Deputados. Com a sanção, a lei entra em vigor.

Conforme o texto, a licença paternidade poderá ter mais 15 dias, além dos cinco já estabelecidos por lei, para os funcionários das empresas que fazem parte do Programa Empresa Cidadã. A prorrogação da licença também valerá para os empregados que adotarem crianças.

O Programa Empresa Cidadã, regulamentado pelo governo em 2010, possibilita a ampliação do prazo da licença-maternidade das trabalhadoras do setor privado de quatro meses para até seis meses.

Até aquele momento, a extensão do benefício só existia para funcionárias públicas.

Esse programa permite que a empresa deduza de impostos federais o total da remuneração integral da funcionária. A empresa que adere ao programa pode abater do Imposto de Renda devido valores dos dois salários extras. A regra só vale para as empresas que têm tributação sobre lucro real.

Segundo o texto sancionado por Dilma nesta terça, no período da licença, os pais e as mães não podem exercer qualquer atividade remunerada e a criança tem de ser mantida sob os cuidados deles. Se essa regra for descumprida, os funcionários perdem o direito à prorrogação.

Creches
Conforme a Presidência, a lei sancionada por Dilma também prevê que as prefeituras terão de ampliar as vagas em creches públicas e conveniadas para as crianças de baixa renda.

Fonte: g1

Fonte: Grupo Santo Antonio

Fornecedores da companhia espanhola Abengoa, insatisfeitos com o descaso e com o silêncio da empresa quanto ao pagamento dos serviços prestados por empresas e prestadores de serviços de Goiás, Tocantins, Piauí e Bahia, desde maio de 2015, resolveram na manhã de hoje, 08, bloquear parte da BR 242, em frente a sede da empresa, saída para Salvador, no município de Barreiras, Oeste da Bahia.

A estimativa é que na região mais de 200 fornecedores diretos tem um ativo superior a R$ 70 milhões a receber da Abengoa. Com o calote que se apresenta, empresas de médio e pequeno porte estão fechando as portas e enfrentando uma enxurrada de ações trabalhistas, e isso tem refletido indiretamente em outros setores da economia de diversas cidades do Oeste da Bahia, uma vez que muitos fornecedores compravam seus insumos no comércio regional. É simples, se eles não recebem da Abengoa, não têm como pagar suas dívidas.

De acordo com Fabrício Lacerda, empresário da FLacerda Ltda, empresa instalada no Setor de Indústria de Barreiras, os mais de 200 fornecedores do Oeste da Bahia estão sem contato com a diretoria da Abengoa desde o dia 26 de novembro de 2015, data em que a empresa suspendeu todos os pagamentos, fechou as portas na região e abandonou os fornecedores. “No processo de recuperação judicial a empresa alega um passivo aproximado de R$ 3 bilhões, mas sabemos que o valor está subestimado, pois somente a FLacerda tem mais de R$ 700 mil a receber e no processo de recuperação judicial consta apenas R$ 200 mil”, afirma o empresário que foi um dos responsáveis por fornecer os pré-moldados para construção das torres de energia. O mesmo vale para outras empresas, algumas delas com mais de R$ 1 milhão por receber e na recuperação judicial consta um pouco mais de R$ 300 mil.

Fabrício Lacerda alega que a paralisação de hoje tem por intuito alertar o Governo Federal para a situação dos fornecedores da Abengoa na região. “Nós percebemos que o Governo Federal tem se preocupado apenas em achar uma empresa que possa dar continuidade ao contrato da Abengoa, e em nenhum momento buscado alternativas para sanar os débitos dos fornecedores que têm enfrentado sérias dificuldades em manter suas empresas em funcionamento. Além de não solucionar o problema, o Governo Federal, através do Fisco, tem multado e cobrado juros dos empresários que estão com os impostos atrasados devido a inadimplência da Abengoa”, reclama o fornecedor, que foi escolhido pelos demais manifestantes para falar em nome do grupo.

Enquanto os fornecedores da Abengoa na região Nordeste estão relegados a própria sorte, sem contar com o apoio do Governo Federal e ignorados pela empresa, os executivos da Abengoa fizeram uma exposição aos agentes financeiros de como pretendem superar os problemas nas usinas São Luiz e São João, localizadas respectivamente em Pirassununga e São João da Boa Vista, Estado de São Paulo, visando solidificar seu plano de reestruturação de dívidas e diminuir os problemas financeiros que desde o final do ano passado afetam a empresa e os fornecedores daquele estado.

Nessa reunião ficou acertado que os próximos passos serão reuniões bilaterais com cada instituição financeira para discutir e esclarecer cada ponto do Plano de Viabilidade da Abengoa Bioenergia Brasil, relativa apenas as usinas São Luiz e São João.

Segundo publicado na renomada revista Exame em novembro de 2015, o caso da Abengoa é um exemplo extremo de uma companhia espanhola que cresceu impulsionada no endividamento, durante os anos de boom econômico do país, mas agora enfrenta dificuldades para avançar. A empresa é uma das maiores construtoras do mundo de linhas de transmissão que transportam energia pela América Latina e também importante no setor de engenharia e construção, com grandes usinas de energia renovável em lugares que vão do Kansas ao Reino Unido.

A primeira rodada de negociações da Abengoa com seus credores começou após a companhia de investimentos espanhola Gonvarri Corporación Financiera cancelar um plano de injetar cerca de 350 milhões de euros (US$ 375,85 milhões) na empresa sediada em Sevilha, disse a Abengoa na documentação regulatória entregue pela empresa. “A companhia continuará as negociações com os credores, com o objetivo de chegar a um acordo para garantir sua viabilidade financeira”, afirmou a companhia, mas o prazo para negociar com os credores, que era de até quatro meses, já está vencendo e até o momento nada de concreto foi apresentado.

A Abengoa, cujo valor de mercado caiu para 300 milhões de euros, registrou endividamento financeiro bruto de 8,9 bilhões de euros no terceiro trimestre de 2015.

Belo Monte – A Usina Hidrelétrica Belo Monte, no Rio Xingu (PA), vai acionar as primeiras turbinas nos próximos meses, mas poderá ter problemas para escoar a energia gerada para outras regiões do país. Em um primeiro momento, quando a geração de Belo Monte ainda estiver baixa, a energia será transmitida diretamente para o Sistema Interligado Nacional, pela subestação Xingu, situada no município paraense de Vitória do Xingu. No entanto, quando a geração aumentar, pode haver dificuldades para escoar toda a energia.

As linhas de transmissão que deverão levar a energia de Belo Monte à Região Nordeste que estavam sendo construídas pela Abengoa, foram paralisadas no fim do ano passado porque a matriz da empresa, na Espanha, entrou em recuperação judicial. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o atraso nesses empreendimentos poderá restringir a geração de energia em Belo Monte até a entrada da primeira grande linha de transmissão do empreendimento.

Fonte: jornalnovafronteira

Fonte: YouTube

Doação de área pública para a construção da sede própria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia

O prefeito Humberto Santa Cruz sancionou a Lei Municipal 634/2015 que trata da doação de área pública para a construção da sede própria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA-BA). O ato ocorreu durante a reunião realizada no gabinete do prefeito na última sexta-feira, 04. Participaram do encontro o inspetor-chefe do CREA de Luís Eduardo Magalhães, Paulo Roberto Gouveia, o presidente da Agrolem, João Kuffel e a procuradora do município, Danielle Luz.

A área doada tem uma localização privilegiada no bairro Jardim Imperial e um total de 675 m². “Estamos muito felizes com a doação da área. Agora vamos agilizar a planta para iniciar a obra o quanto antes. Na nova sede nós teremos o escritório e um auditório para palestras. A ideia é oferecer boas instalações e prestar um melhor atendimento aos profissionais, empresas, entidades e segmentos vinculados ao CREA e trazer cursos para o município”, comentou João Kuffel.

“Hoje nós temos uma necessidade de profissionais capacitados e especializados em diversas áreas, principalmente em agronomia e engenharia para que a cidade se desenvolva de maneira ordenada e sustentável. Tanto esses profissionais serão beneficiados com a construção do CREA como também a população, que terá uma rede de profissionais orientados e fiscalizados por órgão competente, o que trará a segurança de uma boa prestação de serviço para todos”, comentou o prefeito Humberto Santa Cruz.

Fonte: ASCOM, Prefeitura de LEM

O prefeito Humberto Santa Cruz se reuniu na última sexta-feira, 04, em seu gabinete com representantes da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para discutir a realização de mais uma etapa da obra de esgotamento sanitário de Luís Eduardo Magalhães.

Participaram do encontro o gerente regional da Embasa, Francisco José Araújo Andrade; o gerente do escritório local, Vagner Pereira; o gerente de divisão de esgotamento sanitário, Patrick Alves e o engenheiro fiscal da obra, Lucas Rizzuto.

“Nesta etapa da obra vamos construir os ramais prediais de esgoto”, comentou o gerente regional da Embasa, Francisco Andrade. “Com essa obra finalizada nós vamos dar funcionalidade ao sistema de esgoto da cidade”, continuou.

A obra, com recursos da Embasa, está orçada em R$ 4 milhões e teve início neste mês de março devendo ser concluída em 12 meses. “Essa é uma reivindicação antiga de toda população de Luís Eduardo Magalhães. Temos ciência que um sistema de esgotamento sanitário de qualidade é sinônimo de mais qualidade de vida para todos”, observou o prefeito Humberto. 

Fonte: ASCOM, Prefeitura de LEM

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, através da Secretaria de Trabalho e Assistência Social realizou na manhã desta terça-feira, 08, a ação “Entre nós, entre mulheres” em homenagem ao Dia Internacional da mulher, na sede do Programa Municipal de Atendimento à Terceira Idade (PROMATI). Participaram da homenagem mulheres do Grupo de Convivência da Terceira Idade, do Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS) e do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

A programação contou também com palestra sobre a Valorização e Autoestima da Mulher, ministrada pela psicóloga e coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Luís Eduardo Magalhães, Alexsandra Vieira Bender da Cruz.

Mesmo não podendo se fazer presente no evento, o prefeito Humberto Santa Cruz fez questão de parabenizar as mulheres pelo seu dia. “Só conseguiremos tornar Luís Eduardo Magalhães uma cidade mais justa, conferindo as mulheres a real importância que elas merecem”, comentou, destacando a maneira única das mulheres de encarar os problemas do dia-a-dia e superar desafios.

Redes sociais – Em seu perfil no facebook, o prefeito Humberto Santa Cruz também parabenizou as mulheres pelo dia de hoje. “Gostaria, nesse dia tão especial, de homenagear a todas as mulheres de nossa cidade, que, com sabedoria e delicadeza, tornam nosso dia a dia mais suave e encantador. Parabéns a todas vocês mulheres que, com força e sensibilidade conquistam cada vez mais o seu espaço e com muito trabalho e dedicação, são peça chave para que Luís Eduardo Magalhães continue se destacando na Bahia e no Brasil. E, claro, um PARABÉNS especial a minha mulher Maira de Andrada Santa Cruz e minhas três filhas, Mariana, Maria e Andrea”, postou.

Fonte: ASCOM, Prefeitura de LEM
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |