Blog Santo Antônio
Notícias

Mais uma remessa de alimentos e donativos, arrecadados pelas entidades do agronegócio na região oeste, chega à população atingida pelas enchentes. Desta vez a entrega ocorreu no município de Wanderley, na manhã desta segunda-feira, 03.

Na ocasião, a prefeita Fernanda Sateles e representantes da paróquia local, receberam 300 cestas básicas, 10 colchões, 30 kits de lençóis e travesseiros, 30 cobertores, 50 kits de limpeza e 55 camisas.

O presidente e o diretor financeiro da Aiba, Odacil Ranzi e Hélio Hopp, respectivamente, Rosane Hopp, do Núcleo Mulheres do Agro e Jorgiana Oliveira, da Acrioeste, representaram os parceiros da Campanha Solidária Plantar para Alimentar, que conta ainda com Abapa, CDL Barreiras, SPRLEM, SPRB, Aprosoja Bahia, Aciagri Campo Limpo, Cooperfarms e Fundação Bahia. A empresa LokMaq – Locadora de Máquinas contribuiu com a ação, disponibilizando o caminhão e o motorista para levar os donativos até o destino.

Além de Wanderley, outros municípios do Oeste da Bahia atingidos pelas enchentes também receberão donativos. Desde que começou a campanha da Campanha Solidária Plantar para Alimentar, já foram arrecadados mais de 60 toneladas de alimentos. A maior parte foi encaminhadas para os municípios do Sul e Extremo Sul da Bahia, onde os estragos causados pelas cheias foram maiores.

Mais uma vez o agro do oeste baiano responde a altura e mostra empatia e solidariedade para com as famílias atingidas.

Fonte: Acrioeste

Fonte: Grupo Santo Antonio
Preço do café bate recorde com demanda em alta e condições climáticas adversas
Foto: Pixabay

Em meio a um cenário de demanda externa aquecida e menor oferta em vários países produtores por conta de condições climáticas adversas, o preço do café negociado no mercado bateu seu recorde histórico durante o ano de 2021.
 

O preço do café na Bolsa de Nova York (Nyse) encerrou dezembro passado cotado a US$ 226,10 (R$ 1.273), com uma alta próxima de 76% em comparação ao fechamento de 2020, segundo dados da Bloomberg.
 

Ao longo do segundo semestre, ondas de frio intenso trouxeram impacto tanto para plantações quanto para o bolso de consumidores no país. É que a temperatura em queda livre no período, acompanhada de geada, pode causar estragos no campo e, assim, tende a pressionar preços de produtos cultivados em parte do Sul e do Sudeste.
 

Café, hortaliças e frutas integram a lista de mercadorias que ficam mais caras em caso de novos prejuízos nas plantações.
 

"O fenômeno aumenta exponencialmente o desafio dos produtores rurais em manter o nível de produtividade no campo e o planejamento de negociação dos alimentos. Culturas como café, milho, cana-de-açúcar, trigo, banana e mandioca podem ser as mais prejudicadas com a chegada dessa frente fria", apontou nota divulgada pela Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo).
 

O pesquisador Felippe Serigati, do centro de estudos FGV Agro, ressaltou que as temperaturas em queda trazem preocupação para o campo. Caso haja perda em lavouras, o impacto certamente chegará aos consumidores, disse o especialista.
 

"Esse efeito nos preços não chega às prateleiras dos supermercados imediatamente, mas chega. O impacto tende a ser mais rápido naqueles produtos de ciclo mais curto, como hortifrúti", afirmou o pesquisador.
 

A safra de café do Brasil em 2021 foi estimada no final de dezembro em 47,7 milhões de sacas de 60 kg, ante 46,9 milhões no levantamento divulgado em setembro, apontou a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), que elevou a previsão citando produtividade acima do esperado.
 

"O quarto levantamento trouxe leve incremento da produtividade em relação ao anterior, fruto da percepção dos produtores de que as geadas causaram um impacto menor que o esperado, particularmente nas áreas onde já havia iniciado o processo de colheita", disse a Conab.
 

Ainda assim, a Conab apontou uma queda de 24,4% na produção de café do país em 2021 ante o recorde de 2020. O ano de 2021 foi o de baixa no ciclo bianual do café arábica, situação que foi acentuada pela seca prolongada.

Fonte: Folhapress
Contran restabelece prazo de 12 meses para tirar a CNH
Foto: Ministério da Infraestrutura / Conselho Nacional de Trânsito

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) restabeleceu o prazo máximo de 12 meses para conclusão do processo para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), contado a partir de 1º de janeiro de 2022. A decisão é da semana passada e foi publicada no Diário Oficial da União como Deliberação Contran nº 248/21. As informações são da Agência Brasil.

 

O prazo para tirar a CNH estava suspenso por tempo indeterminado, como medida para diminuir os impactos da pandemia da covid-19 no Brasil. Pela decisão do Contran, quem tinha processo ativo até 31 de dezembro de 2020, agora terá até 31 de dezembro de 2022 para conclui-lo.

 

Atualmente, o processo para requerer a carteira de habilitação inclui exames de aptidão física e psicológica e aulas teóricas com duração de 45 horas/aula, seguidas de uma prova. Na etapa seguinte, é preciso fazer um curso prático de direção com, no mínimo, 20 horas/aula tanto para a categoria A (motocicleta) quanto para categoria B (automóvel). Após todas essas etapas, o candidato faz a prova prática.

 

AUTOESCOLAS

O Contran também prorrogou, por um ano, contado desde 3 de novembro de 2021, os prazos para uso dos veículos de aprendizagem em centros de formação de condutores.

 

Pelas regras, os veículos utilizados por autoescolas devem ter tempo máximo de uso. Na categoria A, por exemplo, o prazo é de cinco anos, excluído o ano de fabricação. Para a categoria B, o prazo é de até oito anos, sem contar o ano de fabricação.

Fonte: Bahia Notícias
'É preciso aperfeiçoar o controle', diz Paim sobre cruzeiros na Bahia
Foto: Erem Carla / Bahia Notícias

 

 

Após solicitação da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), na noite de ontem (03), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acatou a suspensão temporária dos navios de cruzeiro nos portos de Salvador e Ilhéus, o que impede a operação e atracação.

 

A secretária da Saúde da Bahia, Tereza Paim, informou que a solicitação foi pautada na precaução e afirmou que a variante ômicron ainda não foi detectada em solo baiano.

 

“Tendo em vista que apesar dos requisitos para ingresso nos cruzeiros, com a exigência do RT-PCR para os passageiros, percebe-se que é preciso aperfeiçoar o controle”, afirmou a secretária. 

 

A Sesab ainda ressaltou que a situação de emergência decorrente das chuvas intensas que atingem 166 municípios baianos, deixando mais de 90 mil desalojados e desabrigados, é uma prioridade para a gestão estadual.

Fonte: Bahia Notícias

Fonte: Grupo Santo Antonio
A iniciativa fazia parte de uma ferramenta lançada pela instituição financeira que permite que os clientes possam calcular a emissão de carbono

No início desta semana, o Bradesco se desculpou por um vídeo, publicado na semana passada, em que oferecia dicas de como reduzir a pegada de carbono. 

Na peça publicitária, que já foi retirada do ar, uma jovem sugere reduzir o consumo de carne e adotar a prática de comer um prato sem carne pelo menos um dia da semana, às segundas feiras, no movimento que ficou conhecido como Segunda Sem Carne. 

A iniciativa fazia parte de uma ferramenta lançada pela instituição financeira que permite que os clientes possam calcular a emissão de carbono. 

O vídeo foi mal recebido pelas entidades do agronegócio. 

Em nota, a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), disse que “é inacreditável que uma instituição financeira preste um desserviço social como este, desaconselhando o consumo desta excelente fonte de proteína, cujos benefícios já foram cientificamente comprovados”. 

Também por nota, o Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac), afirma que “os modelos de produção que utilizam pastagens produtivas para a criação de bovinos contribuem positivamente para o balanço de carbono, sequestrando como gasto desse gás que produção a pecuária emite. Dessa forma, podemos dizer seguramente que a pecuária brasileira já resolve seus problemas com carbono. Além disso, vale ressaltar, que nosso código florestal é exigente e foi construído a várias mãos, considerando órgãos de pesquisas nacionais e internacionais, terceiro setor, órgãos públicos e privados e amplamente discutido. A aplicação de nosso CF garante a preservação de mais de 60% do território brasileiro. Dessa maneira, não é aceitável associar a responsabilidade integral pela emissão de gases de efeito estufa com a pecuária brasileira, tão pouco faz sentido ou possui respaldo científico a sugestão de reduzir o consumo de carne bovina no Brasil”. 

Já a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) pleiteia que o Bradesco faça uma campanha esclarecendo a importância do setor pecuarista brasileiro e que este adota, em sua imensa maioria, práticas sustentáveis. 

“A pecuária brasileira, em especial a paulista, avança cada vez mais em práticas sustentáveis. Tanto que exporta para todo o mundo, incluindo os mercados mais exigentes neste quesito. Ainda assim, frequentemente é vítima de desinformação, como neste caso envolvendo a instituição financeira”, ressalta o presidente da entidade, Fábio de Salles Meirelles. 

Nesta segunda-feira (27), em nota, o banco afirmou que “ao longo de seus quase 79 anos de história, o Bradesco sempre apoiou de forma plena o segmento do agronegócio brasileiro, estabelecendo parcerias sólidas e produtivas”. 

No mesmo texto, o Bradesco deixa claro que a posição do vídeo não representa a visão do banco. “Pelo contrário. O Bradesco acredita e promove, direta e indiretamente, a pecuária brasileira e, por conseguinte, o consumo de carne de origem animal”. 

O texto é assinado pelo CEO do Bradesco, Octavio de Lazari Júnior. 

Fonte: CANAL RURAL
A possibilidade de obter um abatimento de 20% no IPVA é válida para quem pagar o imposto em cota única até 10 de fevereiro.

O ano novo chegou, e os proprietários de veículos baianos já podem se programar e aproveitar o desconto especial de 20% para pagar com antecedência, até 10 de fevereiro, o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2022. Em comparação com os exercícios anteriores, o Governo do Estado dobrou o percentual de abatimento para quem quitar logo o imposto: até 2021, o desconto para antecipação no início do ano era de 10%.

Dobrou também o desconto para quem deixar para fazer a quitação integral do IPVA na primeira cota do parcelamento, cuja data varia de acordo com o número final da placa do veículo: o abatimento, que neste caso era de 5%, em 2022 será de 10%.

O parcelamento, que poderá ser feito a partir de março, traz outra boa notícia para o contribuinte: a opção de dividir o pagamento do imposto em cinco vezes, número também maior que as três vezes dos anos anteriores.

As medidas anunciadas em dezembro pelo governador Rui Costa têm o objetivo de atenuar os efeitos da inflação, que nos últimos meses voltaram a ser alvo de preocupação para os brasileiros, com impacto no mercado de carros.

Como pagar

O pagamento do IPVA pode ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil, Bradesco ou Bancoob, bastando apenas informar o número do Renavam. No BB e no Bradesco, é possível também fazer o pagamento on-line. Mais informações estão disponíveis no www.sefaz.ba.gov.br ou via 0800 071 0071.

De acordo com o fisco estadual, a frota tributável da Bahia é de cerca de 2,2 milhões de veículos, e o IPVA constitui a segunda fonte de arrecadação tributária do Estado. O valor arrecadado com o imposto é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado.

Parcelamento em cinco vezes

Para parcelar o imposto em cinco vezes, os proprietários de veículos só precisam observar a data de vencimento da primeira cota na tabela, de acordo com o número final da placa. É preciso, para parcelar, que o valor devido seja de no mínimo R$ 120,00.  Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da quinta parcela. O proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter direito ao parcelamento em cinco vezes.

Isenção e imunidade

Estão isentos do pagamento do IPVA portadores de deficiência física, visual, mental e autistas.  A isenção também contempla os veículos de empresas concessionárias de serviço público de transporte coletivo, aqueles com mais de 15 anos de fabricação, veículos terrestres com motor de potência inferior a 50 cilindradas e embarcações com motor de potência inferior a 25 HP.

Constam ainda na faixa de isenção máquinas agrícolas, táxis de propriedade de motoristas profissionais autônomos e veículos pertencentes a embaixadas, a representações consulares, a funcionários de carreira diplomática e a pessoas jurídicas de direito privado instituídas pelo poder público estadual ou municipal.

Fonte: Sefaz BA
A pressa fez muita gente ultrapassar de forma proibida. Foram registradas 764 ultrapassagens irregulares durante o feriado prolongado, representando oito flagrantes por hora de operação.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia finalizou, às 23h59 deste domingo (02), a Operação Ano Novo. Iniciada na última quinta-feira (30/12), a PRF intensificou a fiscalização e os esforços foram voltados à segurança viária, prevenção e redução da gravidade dos acidentes de trânsito e à garantia da mobilidade nas rodovias do país.

Durante os quatro dias da operação, a PRF na Bahia contou com reforço nas equipes e concentrou seu efetivo ao longo dos principais pontos de acidentalidade e incidência de práticas criminosas.

A Operação Ano Novo está inserida entre as ações do Programa Rodovida 2021/2022, tendo como foco a redução da violência nesta época do ano, com aumento do fluxo de veículos e de passageiros, em função das férias escolares e das festividades de fim de ano e Carnaval. A ideia é sensibilizar cada um dos atores do trânsito a respeito do seu papel, das suas obrigações e os cuidados necessários para proteger a vida.

Segurança viária

Neste feriado prolongado, as atividades desenvolvidas pela instituição foram focadas principalmente os relacionados as condutas de ultrapassagens proibidas, à embriaguez ao volante, controle de velocidade, ao não uso do cinto de segurança e demais dispositivos de retenção obrigatórios, ao uso do celular ao volante, condições de conservação dos veículos, ao transporte de carga e trânsito irregular de motocicletas e ciclomotores.

Durante as abordagens, os policiais buscaram conscientizar motoristas e passageiros a respeito de condutas prudentes no trânsito, como por exemplo, a importância do uso do cinto de segurança, da acomodação correta das bagagens, do bom estado de conservação e regularização do veículo e, claro, da obediência às leis de trânsito.

Apesar de todo o trabalho educativo, muitas pessoas se arriscaram e colocaram a vida de outras pessoas também em risco. Nestes quatro dias de Operação a PRF autuou 3.251 condutores cometendo infrações diversas.

Foram fiscalizados um total de 5.452 veículos e 6.699 pessoas no período da operação, nos cerca de dez mil quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF na Bahia.

Para evitar acidentes, os policiais retiraram 29 animais de grande porte das rodovias e prestaram 74 auxílios a motoristas, que tiveram panes nos veículos ou outras dificuldades.

A pressa também fez muita gente ultrapassar de forma proibida. De 30/12 a 02/01 foram 764 autos extraídos desse tipo de infração. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário.

Durante as abordagens, foram realizados 2.938 testes com etilômetro (aparelho utilizado para aferir a quantidade de álcool ingerido pelo condutor, conhecido popularmente como bafômetro), o que resultou no flagrante de 34 motoristas que assumiram o volante depois de consumir bebida alcoólica.

O uso dos equipamentos de segurança obrigatórios também estiveram no foco das fiscalizações. A PRF também emitiu 44 autos de infração para motociclistas ou passageiro sem capacete. Perigo também geraram os 6 motoristas que usavam o celular enquanto dirigiam, o que gera distração e risco de acidentes. Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o cinto de segurança, ou melhor, o não uso dele gerou mais de 233 autuações. Quando o alvo das fiscalizações foi a criança sem cadeirinha, 48 autos foram emitidos.

O fato de o motociclista não usar o capacete ou pessoas não usarem cinto de segurança em automóveis é determinante na gravidade dos acidentes.

No total, 171 veículos foram recolhidos ao pátio da PRF, por diferentes irregularidades seja na documentação, ou no estado de conservação e até ausência equipamentos obrigatório.

Acidentes, feridos e óbitos

O balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) quanto à violência no trânsito nas rodovias federais acende um sinal de alerta para a necessidade de mais prudência e educação por parte de todos.

A PRF atua com o objetivo de coibir as infrações de trânsito e preservar vidas, mas para conseguir esse objetivo, é necessário que todos colaborem, sendo cauteloso e conscientes. O respeito às leis de trânsito é primordial para alcançarmos um trânsito seguro.

Este ano, durante os quatro dias da Operação Ano Novo a PRF na Bahia registrou um total de 36 acidentes. Destes, 15 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou ferido gravemente. De quinta-feira (30/12) até às 23h59 de domingo (02/01), 14 pessoas perderam a vida durante os quatro dias nas estradas baianas. Já o número de feridos totalizou 86 pessoas.

50% dos óbitos foram registrados em dois acidentes na BR 101

Das catorze mortes registradas durante o período da operação, 7 delas ocorreram em 2 acidentes que aconteceram no dia 31/12/2021. O primeiro acidente ocorreu às 07h30, em Correntina (BR 349) e foi provocado em virtude de colisão traseira entre dois ônibus. Quatro pessoas morreram. Já por volta das 21h30, em Cruz das Almas (BR 101), três ocupantes de um veículo de passeio perderam a sua vida, após o carro colidir com objeto fixo.

Os demais óbitos ocorreram na BR 101 (5); BR 116 (1) e BR 235 (1).

Entre as causas dos acidentes no período, a maioria teve relação com a conduta dos motoristas ou pedestres, como a falta de atenção à condução, não guardar distância de segurança, desobediências às normas de trânsito e ultrapassagem indevida.

Mobilização continuará até o fim do Carnaval

A PRF na Bahia continuará mobilizada até o fim do Carnaval, empenhada nas ações do Programa Rodovida. Durante esse período empregará reforço na fiscalização, considerando que durante o verão e as férias de início de ano aumenta de forma considerável o número de veículos em trânsito nas rodovias que levam a diversos destinos turísticos do interior e do litoral.

Enfrentamento a criminalidade

Durante os cinco dias da operação, a PRF na Bahia recuperou 05 veículos e 12 pessoas foram detidas por diversos crimes.

Fonte: :PRF BA

No final da manhã desta segunda-feira, 3, pouco depois das 11h, um homem de 48 anos foi baleado durante uma tentativa de homicídio no Residencial Sol do Cerrado, na cidade de LEM.

O homem estava em sua residência quando foi chamado na porta. Ao sair para ver quem era, acabou levando um tiro no queixo. Ao correr e pular a janela, ele ainda foi atingido nas costas.

A vítima foi socorrida por terceiros para a UPA e informou a Polícia Militar não saber quem e o porquê de aguém o querer matar.

Fonte: Reportagem de Weslei Santos/Blog do Sigi Vilares

Na madrugada de ontem, domingo, 2, por volta da 0h30, policiais militares da 84ª CIPM, recuperaram um veículo VW Gol com restrição de furto/roubo na rua Barão do Rio Branco, na cidade de Cotegipe.

O veículo estava estacionado próximo ao clube José Campo Barreto e ao consultar a placa do mesmo no sistema policial foi constatado que existia uma restrição de furto/ roubo do mesmo.

Os policiais localizaram o condutor, do veículo e o mesmo informou que comprou de um terceiro e que acreditava ser um veículo legalizado.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao condutor e realizada apreensão do automóvel. O condutor foi apresentado na Delegacia Territorial de Barreiras para a adoção das medidas legais cabíveis.

Fonte: 84ª CIPM

Moradores da rua Presidente Dutra, no bairro Santa Luzia, em Barreiras, enviararam fotos à redação do Blog do Sigi Vilares na manhã desta segunda-feira, 3, pedindo providências, pois uma enorme cratera se formou após as chuvas.

O local foi interditado pelo moradores devido ao perigo que oferece.

Fonte: Redação do Blog do Sigi Vilares

 Com 9% das intenções de voto nas pesquisas de intenção de votos para presidente da República, o ex-juiz Sergio Moro ainda não decidiu se vai concorrer ao Palácio do Planalto, ou se lança mão do plano B: disputar uma cadeira no Senado. Interlocutores próximos de Moro afirmam que, se ele não chegar a 15% nas enquetes até fevereiro, vai abandonar a intenção de assumir o lugar de Jair Bolsonaro e abraçará a meta de ser senador em 2023.

No entorno de Moro, a avaliação é de que o ex-magistrado precisará ter um mandato no próximo ano, seja ele qual for. A ideia teria se cristalizado depois que o ministro Bruno Dantas, do TCU (Tribunal de Contas da União), mandou a consultoria americana Alvarez & Marsal revelar os serviços prestados e os valores pagos a Moro.

Em nota enviada à coluna pela assessoria de imprensa, Moro afirmou: "Sou pré-candidato à Presidência, não ao Senado". Ele também esclareceu que sempre foi contra o foro privilegiado e que não precisa de mandato. E completou: "Não tenho receio de qualquer investigação, muito menos a de Ministro do TCU sobre fato inexistente".

O ex-juiz foi contratado pela empresa em abril, logo depois de deixar o Ministério da Justiça. Em outubro, ele largou o emprego para se lançar pré-candidato. Alvarez & Marsal é o escritório que atuou como administrador judicial da Odebrecht, empreiteira investigada pela Lava Jato - e, portanto, alvo de decisões de Moro na época que conduzia os processos em Curitiba.

O subprocurador-geral do Ministério Público junto ao TCU, Lucas Furtado, que pediu a Dantas para adotar a medida, suspeita que Moro tenha atuado em um cenário de "conflitos de interesses, favorecimentos, manipulação e troca de favores entre agentes públicos e organizações privadas".

O TCU, vale lembrar, não integra o Judiciário. É um órgão administrativo autônomo. Mas as informações prestadas pela consultoria americana podem servir como base para a abertura de uma investigação judicial contra Moro. Daí a urgência de se obter um mandato. Como senador ou presidente da República, Moro responderia perante o STF (Supremo Tribunal Federal).

Em tempo: o entendimento do tribunal é de que o foro privilegiado existe para crimes cometidos durante o mandato e em razão do cargo ocupado. Logo, o caso da consultoria não seria analisado no Supremo. A menos que a interpretação sobre a regra do foro mude. E o STF tem um julgamento agendado para fevereiro sobre essa questão.

Interlocutores de Moro acreditam que, neste primeiro momento, a suspeita levantada contra Moro tem muito mais consequência política do que jurídica. Seria o primeiro movimento para derrubar as intenções do ex-juiz de ser eleito presidente da República em outubro. A depender do desempenho de Moro na campanha, a ofensiva pode crescer e chegar ao Judiciário.

Fonte: UOL

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais nesta segunda-feira (03), para comentar sua internação no hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo. De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social, o presidente sentiu um desconforto abdominal e precisou realizar exames.

“Comecei a passar mal após o almoço de domingo. Cheguei ao hospital às 03h00 de hoje. Me colocaram sonda nasogástrica. Mais exames serão feitos para possível cirurgia de obstrução interna na região abdominal”, escreveu Bolsonaro.

O presidente ainda lembrou do acidente de setembro de 2018, quando foi vítima de uma facada no abdômen durante sua campanha eleitoral. “É a segunda internação com os mesmos sintomas, como consequência da facada (06/set/18) e 4 grandes cirurgias”, disse.

O médico-cirurgião Antônio Luiz Macedo, que operou Bolsonaro após a facada vai reavaliar o presidente e analisar a necessidade de uma cirurgia. O hospital informou que Bolsonaro tem quadro "estável", mas que, no momento, não há previsão de alta.

Fonte: Bahia Notícias

 

Fonte: Grupo Santo Antonio
Fisioterapeuta estava na laje de casa com familiares quando foi baleada


Valéria Maria

No sábado (1º), nos primeiros segundos de 2022, homens com armas em punho resolveram “comemorar” a chegada de um novo ano atirando para cima, no bairro de Alto de Coutos, no Subúrbio de Salvador. Em uma laje de uma residência na Rua Golan, estava a fisioterapeuta Valéria Maria Cardoso dos Santos Teles. Um dos disparos atingiu a cabeça dela.

Valéria chegou a ser socorrida pelos familiares e encaminhada para uma unidade de saúde, onde recebeu os primeiros cuidados médicos, mas, por volta das 3h, ela não resistiu ao ferimento provocado pelo projétil e morreu aos 37 anos.


Crime aconteceu na Rua Golan, nos primeiros segundos de 2022 

Antes de ser atingida, a vítima estava na porta de casa com a família. No últimos minutos de 2021, ela resolveu subir até à laje da residência para buscar algumas taças. A mulher pretendia brindar com os seus entes — o que não aconteceu.

Fonte: BNEWS

Isenção foi aprovada pelo CNSP, pois há um excedente para cobrir os prejuízos dos acidentes de trânsito

Os motoristas ficarão pelo segundo ano consecutivo sem pagar o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos (DPVAT). A aprovação da isenção pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), órgão que está veiculado ao Ministério da Economia, aconteceu no último dia 17 de dezembro. O CNSP explicou que não será necessário cobrar o DPVAT dos motoristas, pois existe um excedente de recursos para cobrir os prejuízos relacionados a acidentes de trânsito no fundo da Caixa Econômica Federal que administra esse dinheiro, o FDPVAT.

“O CNSP tem efetuado reduções anuais sistemáticas no valor do prêmio como forma de retornar, para os proprietários de veículos, estes recursos excedentes, já tendo, inclusive, estabelecido valor igual a zero, para todas as categorias tarifárias, para o ano de 2021. Tal decisão promove a devolução à sociedade dos excedentes acumulados ao longo dos anos. Sem nova arrecadação, a tendência é que esses recursos sejam consumidos com o pagamento das indenizações por acidentes de trânsito ao longo do tempo”, informou o órgão, segundo a Agência Brasil.

A medida pode trazer alívio aos motoristas, mas acaba afetando o Sistema Único de Saúde (SUS), que recebia 45% do que era arrecadado anualmente com o DPVAT. Se fosse mantido o pagamento, seria necessário desembolsar de R$ 10 a R$ 600, o valor muda conforme o veículo e a região do país.

Fonte: Jovem Pan News

 Eis novas ocorrências foram registradas na região oeste

Subiu para 60 o número de trechos de rodovias afetados pelos temporais que atingiram o estado no mês de dezembro, segundo a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra). Neste domingo (2), seis novas ocorrências foram registradas na região oeste.

Com isso, a Seinfra passou a acompanhar a situação nos acessos à Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), em Barreiras, a Catolândia, a Baianópolis, a Cotegipe, a Wanderley e na ponte entre Missão do Aricobé e Angical, na BA-465.

Os pontos de rodovias do oeste monitorados pelo órgão, além dos acessos, são: BA-225, do entroncamento da BR-135, próximo ao distrito de Pipiri, em Formosa do Rio Preto, até Coaceral; dois pontos da BA-465, de Cotegipe até Missão do Aricobé; dois pontos da BA-447, entre Barreiras e Angical; a BA-172, que liga São Félix do Coribe à Jaborandi; e a BA-645, entre Angical e Missão do Aricobé.

A equipe técnica da Seinfra também avalia a situação das pontes na região, incluindo a do KM 1, entre Missão do Aricobé e Angical, na BA-465. Os outros equipamentos observados são: de São Joaquim, no acesso ao distrito de Missão do Aricobé, na BA-465, em Angical; do Alto Araguaia, na BA-449, em Cotegipe; e a ponte sobre o Rio Água Piranga, na BA-449. As quatro pontes sofreram danos por conta das chuvas na região e precisarão passar por reparos emergenciais.

Fonte: G1 BA
Informações são do boletim epidemiológico deste domingo (2), divulgado pela SESAB

A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 126 novos casos de Covid-19 e três novas mortes pela doença. As informações são do boletim epidemiológico deste domingo (2), divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

Dos 1.271.155 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.809 encontram-se ativos e outros 262.386 estão em investigação.

"Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas", aponta a pasta.

Desde o início da crise sanitária, o Estado contabiliza 27.510 mortes pela Covid-19 confirmadas. Na Bahia, 52.696 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Os dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), até as 17 horas desta tarde.

O primeiro boletim epidemiológico de 2022, divulgado no último sábado (1º), havia registrado 171 novos casos de Covid-19 e uma nova morte pela doença.

Fonte: BNEWS

Sete pessoas foram socorridas pelo Samu para o Hospital Regional Velho Chico, em Ibotirama, após uma colisão envolvendo dois carros na BR-242, depois de Brejinhos da Serra Negra, em Oliveira dos Brejinhos, na tarde deste domingo (2).

Duas das vítimas eram um casal que viajava em um Chevrolet Prisma. O carro teve o motor arrancado com o impacto da batida.

As outras cinco vítimas, incluindo duas crianças, eram da mesma família e viajavam em um utilitário. A avó delas, que também estava no veículo, não se feriu.

Duas ambulâncias do Samu de Ibotirama e uma de Oliveira dos Brejinhos atenderam a ocorrência. A informação é de que nenhuma das pessoas socorridas corre risco de morte.

Fonte: Gazeta 5
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |